Ads Top

ASSINADO CONTRATO DE CONSTRUÇÃO DO NAVIO DE APOIO ANTÁRTICO

 

Foi assinado nesta segunda-feira, 13 de junho, o contrato que prevê a construção do novo Navio de Apoio Antártico (NApAnt), e o AeroDefesa Naval acompanhou este marcante evento ocorreu no auditório “Conde Cunha”, no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro. 

Este contrato é um marco para o Programa Antártico brasileiro e para indústria naval do Brasil, pois será a primeira que se constrói inteiramente um navio deste tipo em território nacional. O NApAnt irá substituir o antigo NApOc “Ary Rongel” que por mais de 40 anos vem prestando apoio as pesquisas antárticas. O novo navio representa importantes ganhos em capacidades operacionais, e dará a capacidade de realizar pesquisas em áreas antes difíceis de navegar, tornando capazes as operações tanto no verão, como no outono no Continente gelado, superando tanto formações de gelo mais recente, quanto nas placas mais antigas, que possuem maior resistência. 

O consórcio “POLAR 1”, formado pelo Estaleiro Jurong-Aracruz e a SembCorp Marine Specialised Shipbuilding, venceu a concorrência internacional, e assinou nesta segunda-feira (13) o contrato com a EMGEPRON (Empresa Gerencial de Projetos Navais), e agora dará início ao processo de construção do Navio de Apoio Antártico, que será realizado nas instalações do Estaleiro Jurong-Aracruz (EJA), localizado no Estado do Espírito Santo. 

O desenho do casco apresenta características especiais, contando com o know-how da SembCorp Marine neste tipo de navio, e prevê uma embarcação com dimensões de 93,9m de comprimento, 18,5m de boca (largura), deslocando aproximadamente 5.880Ton e uma autonomia de 70 dias. O navio será capaz de operar com duas aeronaves UH-17, que contarão com um hangar capaz de receber ambas aeronaves.

O NApAnt terá uma tripulação de 95 pessoas, incluindo 26 pesquisadores, devendo ser comissionado no final de 2025. Ao longo de todo esse processo, serão criadas 600 vagas de trabalho direto e mais de 6 mil indiretos, sendo um importante impulso à economia local. O programa de obtenção por construção deste navio chega a casa dos 740 milhões de reais, os quais representam além da construção do navio, seus sistemas e equipamentos especiais destinados a pesquisa, o que deverá colocar o tipo entre os mais modernos em operação no mundo.

Esta aquisição é uma importante vitória para o Programa Antártico Brasileiro, garantindo a manutenção da presença brasileira naquele ponto estratégico, desenvolvendo pesquisas e incrementando a participação brasileira nos processos de decisão sobre o destino do Continente Antártico. 

Entre os benefícios que podemos pontuar de acordo com as informações obtidas junto a Marinha do Brasil, estão a “redução do tempo necessário para o reabastecimento da EACF, com a inclusão de guindastes modernos e de maior capacidade de carga e manobra ao novo navio; sistema de navegação e de controles sofisticados, que permitirão maior segurança na aproximação do navio com a praia, para desembarque de material e de pessoal; maior capacidade de apoio às atividades de pesquisa, já que o Programa Antártico passará a dispor de um navio melhor equipado, com capacidade de lançamento de acampamentos e, assim, possibilitará a ampliação da área passível de ser visitada pelos pesquisadores, incluindo as regiões oceânicas e terrestres.”

Chegando aos 40 anos do PROANTAR, o mesmo apesar dos desafios enfrentados, conta hoje com as novas instalações da Estação Antártica Comandante Ferraz, inauguradas em 15 de janeiro de 2020, sendo fruto de um importante esforço de reconstrução da base brasileira, a qual foi destruída por um grande incêndio. As novas instalações contam com uma área de aproximadamente 4.500 m² dividida em seis setores distintos: privativo, social serviços, operação/manutenção, laboratórios e módulos isolados. Possui 17 laboratórios projetados para atender a uma multiplicidade de exigências, denotando a prioridade do PROANTAR para as atividades científicas.

Neste bicentenário de nossa independência, é um grande orgulho acompanhar este marco de nosso PROANTAR e mais uma importante conquista de nossa Marinha do Brasil

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.