Juízas afegãs e familiares estão hospedadas na Escola Superior de Defesa

 


Brasília 20/12/2021 - Sete juízas afegãs, que pediram acolhimento no Brasil, chegaram nesta quarta-feira (20) à capital federal. Elas, juntamente com seus familiares, estão alojadas na Escola Superior de Defesa (ESD), órgão subordinado ao Ministério da Defesa. A ação humanitária é coordenada pelos Ministérios da Defesa e das Relações Exteriores e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

O grupo é composto por 26 afegãos, entre adultos e crianças, de sete famílias. Eles receberão aulas de português, com professores da Universidade de Brasília (UnB), três vezes por semana, nas salas de aula da ESD.

O Comandante da Escola, Vice-Almirante Paulo Renato Rohwer Santos, explicou que, há cerca de um mês, foram informados da possível chegada do grupo, por meio da AMB. Desde então, prepararam instalações para receber os estrangeiros. São dez quartos mobiliados, além de televisão e acesso à internet. “É um apoio humanitário que faremos da melhor maneira possível. Essas famílias, sem dúvida, precisam desse conforto, em todos os aspectos. Tenho certeza de que vão se sentir muito amparados", afirmou o Vice-Almirante. Os acolhidos poderão utilizar as instalações esportivas da ESD, que dispõe de quadras de esporte e piscina.


Juíza Renata Gil, Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)


Agradecimento de uma das sete juízas afegãs que estão hospedadas na Escola Superior de Defesa, órgão subordinado ao Ministério da Defesa


Fonte: MD

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.